Treinamento Muscular Inspiratório

As atuais evidências recomendam fortemente o acompanhamento da fisioterapia já no pré-operatório de grande cirurgias abdominais e cirurgias cardiotorácicas. Recente Metanalise (Disability and Rehabilitation, 2017), envolvendo 17 Ensaios Clínicos Controlados e Randomizados, evidenciou que intervenções fisioterapêuticas pré-operatórias, com destaque para a prescrição específica e individualizada de protocolos de Treinamento Muscular Inspiratório, são capazes diminuir em torno de 50% o risco de complicações pulmonares pós operatórias como atelectasias, hipoxemia grave, ventilação mecânica prolongada e pneumonias. Este estudo evidenciou também, que o TMI pormoveu uma diminuição do tempo de internamento hospitalar em 1,4 dias , demonstrando que o acompanhamento da fisioterapia já no pré-operatório, deve ser indicado por expressar uma ótima relação de custo efetividade. Outras conclusões importantes do estudo:

Embora pacientes mais idosos e com maior risco para complicações no pós operatório sejam os mais beneficiados, a fisioterapia com Treinamento Muscular Inspiratório (TMI) evidencia benefícios para pacientes em todas as idades e níveis de risco e, particularmente, nos pacientes de cirurgias pulmonares.


Também, ficou evidenciado que:

  • O programa de TMI é mais eficaz se for supervisionado por fisioterapeutas e este programa deve ter uma prescrição de pelo menos duas semanas de duração antes da ato cirúrgico, com sessões de no mínimo 15 minutos e incremento progressivos da carga imposta.
  • O adicionamento de outros tipos de exercícios (aeróbicos e funcionais) ao programa de TMI, estão associados aos melhores resultados.

Deixe uma resposta